Tags

, , , , ,

Os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México, terminaram no domingo. Sucesso de público e crítica, essa edição deixou saudades em quem acompanhou cada competição e torceu pelos atletas brasileiros. Aliás, o Brasil ficou em terceiro lugar no quadro de medalhas, atrás de Estados Unidos e Cuba.

Nós conquistamos 141 medalhas no total: 48 de ouro, 35 de prata e 58 de bronze. Orgulho para o país, que se prepara para receber as Olimpíadas em 2016, e quer muito fazer bonito com atletas treinados e preparados para nos darem glórias e mais glórias em diversos esportes.

Pois os resultados do Pan 2011 foram surpreendentes. Vencemos pela primeira vez no levantamento de peso, trazendo a medalha de ouro e o recorde pan-americano. No vôlei de praia, a dupla masculina e a feminina também levaram a medalha de ouro. A natação contabilizou 10 ouros, 9 pratas e 6 bronzes. Nada mal…

Nas pistas de atletismo, foram 10 ouros, 6 pratas e 7 bronzes. Enquanto isso, os atletas da ginástica artística voltaram para casa com 3 ouros , 1 prata e 2 bronzes. No vôlei, homens e mulheres bateram a seleção de Cuba e sagraram-se campeões.

Aliado a tudo isso e muito mais, os esportes que parecem esquisitos e desajeitados foram destaque para o Brasil. No tiro esportivo, conquistamos uma medalha de ouro e cinco de bronze. O Badminton rendeu um bronze; na esgrima, foram três medalhas de bronze.

Ok, esse texto está mais parecendo uma lenga-lenga esportiva, mas serve para contextualizar a iniciativa do Terra. Terminados os jogos, o portal colocou no ar um mosaico incrível de fotos do Pan 2011, que mostram as imagens inesquecíveis de torcedores, atletas, lances, lágrimas, esforço, medalhas… Clicadas pelos fotógrafos Ivan Pacheco e Reinaldo Marques, que passaram um mês no México, a fotos compõem cenas surreais. Fica mesmo difícil explicar, só mesmo vendo para entender porque o mosaico é um colírio para os olhos!

*Texto escrito para o blog da Rae,MP