Tags

, , , , ,

A viagem começou!

Para quem pensava que de Sao Paulo até Buenos Aires era um pulo, a viagem durou uma eternidade. Para sair da cidade, debaixo de uma chuva torrencial (com direito a grandes pedras de granizo salpicando o carro do paciente taxista), foi preciso 1 horas e meia.

Depois, mais 2 horas de espera no aeroporto (incluindo alguns longos minutos já acomodada na poltrona). E, enfim, partimos para a capital argentina.

O mais engraçado é que, durante o vôo, tivemos a sensaçao de que o aviao ia muito mais devagar do que poderia. Depois de atravessar as típicas nuvens paulistanas, carregadas e escuras ao anoitecer, logo vimos o céu se abrir e mil estrelas nos brindaram com uma bela noite a centenas de pés de altitude.

Na chegada, após 8 horas (¡) de viagem – será que de ônibus vínhamos mais rápido? -, nos permitimos uma parada no Duty free, para conferir se a festa do consumismo está garantida por aqui, onde nosso estimado Real vale 2,20 pesos. Mais um tempo buscando as bagagens, fazendo o câmbio no guichê do Banco de La Nación, e lá fomos procurar um táxi.

Enfim, estamos prontos para enfrentar a maratona turística em três dias e algumas horas na bela Argentina. E para nos divertirmos com os chiliques dos cidadaos que tanto nos amam…

Ah, só para avisar: no teclado espanhol nao há til. Assim sendo, seguimos sem o acento gráfico.

Veja também as outras reportagens do Pelo Brasil, Pelo Mundo sobre a viagem em Buenos Aires.

Tudo o que é bom acaba…

Caixinha de surpresas

Um pouco de Argentina

Um dia em Buenos Aires

Navegando no Rio Tigre, Argentina

Um dia de compras em Buenos Aires

Passeando em Buenos Aires